quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Arnaldo Jabor sobre o RS


Pois é. O Brasil tem milhões de brasileiros que gastam sua energia distribuindo ressentimentos passivos. Olham o escândalo na televisão e exclamam ‘que horror’. Sabem do roubo do político e falam ‘que vergonha’.
Vêem a fila de aposentados ao sol e comentam ‘que absurdo’.
Assistem a uma quase pornografia no programa dominical de televisão e dizem ‘que baixaria’.
Assustam-se com os ataques dos crimi
nosos e choram ‘que medo’.
E pronto! Pois acho que precisamos de uma transição ‘neste país’.
Do ressentimento passivo à participação ativa.
Pois recentemente estive em Porto Alegre,onde pude apreciar atitudes com as quais não estou acostumado, paulista/paulistano que sou.
Um regionalismo que simplesmente não existe na São Paulo que, sendo de todos, não é de ninguém. No Rio Grande do Sul, palestrando num evento do Sindirádio, uma surpresa.
Abriram com o Hino Nacional.
Todos em pé, cantando.
Em seguida, o apresentador anunciou o Hino do Estado do Rio Grande do Sul.
Fiquei curioso. Como seria o hino?
Começa a tocar e, para minha surpresa,todo mundo cantando a letra!
‘Como a aurora precursora do farol da divindade, foi o vinte de setembro o precursor da liberdade’.
Em seguida um casal, sentado do meu lado, prepara um chimarrão.
Com garrafa de água quente e tudo.
E oferece aos que estão em volta.
Durante o evento, a cuia passa de mão em mão, até para mim eles oferecem.
E eu fico pasmo.
Todos colocando a boca na bomba, mesmo pessoas que não se conhecem.
Aquilo cria um espírito de comunidade ao qual eu, paulista,não estou acostumado.
Desde que saí de Bauru,nos anos setenta, não sei mais o que é ‘comunidade’.
Fiquei imaginando quem é que sabe cantar o hino de São Paulo.
Aliás, você sabia que São Paulo tem hino? Pois é… Foi então que me deu um estalo.
Sabe como é que os ‘ressentimentos passivos’ se transformarão em participação ativa?
De onde virá o grito de ‘basta’ contra os escândalos, a corrupção e o deboche que tomaram conta do Brasil?
De São Paulo é que não será.
Esse grito exige consciência coletiva,algo que há muito não existe em São Paulo. Os paulistas perderam a capacidade de mobilização.
Não têm mais interesse por sair às ruas contra a corrupção.
São Paulo é um grande campo de refugiados,sem personalidade, sem cultura própria, sem ‘liga’.
Cada um por si e o todo que se dane. E isso é até compreensível numa cidade com 12 milhões de habitantes.
Penso que o grito – se vier – só poderá partir das comunidades que ainda têm essa ‘liga’.
A mesma que eu vi em Porto Alegre.
Algo me diz que mais uma vez os gaúchos é que levantarão a bandeira.
Que buscarão em suas raízes a indignação que não se encontra mais em São Paulo.
Que venham, pois. Com orgulho me juntarei a eles.
De minha parte, eu acrescentaria, ainda: ‘…Sirvam nossas façanhas, de modelo a toda terra…’


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Perdão


O ato de perdoar é sublime
Perdoar por erros
atos e gestos
Amacia nossa alma,
alimentando-a de esperança e de uma vida melhor.
Enriquece nosso espírito.

Se tiveres a oportunidade de perdoar, não disperdice-a.
Se tiveres coragem de pedir perdão, não temas a resposta,
Jamais será tarde para corrigir o q nos atormenta.

Laura







quinta-feira, 18 de agosto de 2011


"Não precisamos de mais dinheiro,não precisamos de mais sucesso ou fama,não precisamos do corpo perfeito,nem mesmo do parceiro perfeito,agora mesmo,neste momento exato,dispomos da mente,que é todo o equipamento básico de que precisamos para alcançar a plena felicidade."
Dalai Lama


sábado, 7 de agosto de 2010

ACHEI MINHA BOXER!!

Poxa... ontem estava aflita... entrei em comunidades de achados e perdidos... postei no blog... enfim, estava inquieta e inconformada... quando foi lá pelas 17hs recebi uma ligação: "...estou com ela, me liga". Nossa!! Meu coração pulou, entrei no escritório (parecia aqueles filmes q no moento de emoção aparece em camera lenta ehehehe) mal conseguia falar, e liguei... me empolguei pedi as características dela (podia ser mais um alarme falso)... e ele: " ela é toda musculosa, é pequena e adora uma bola." Bom, quando ele falou isso eu disse é a Surya!! Peguei endereço e tinha ainda q esperar, pois ele chegaria em casa em 1 hora... estava aflita... Cheguei na frente da casa dele... e lá estava ela... agarradada numa bola. Estacionei mal o carro, sai correndo sem trancar nada, e fui ao encontro dela... eu e minha filha Roberta. Surya nos olhou, não sabia se largava a bola ou vinha até nós... enfim decidiu (eheheh) veio correndo até nós e encheu-nos de beijos (lambidas). O casal ficou triste com a partida dela, pois já tinham se apegado... ele apenas pediu-me que pagasse os 4 coelhos em que a danada matou...

Nunca devemos perder as esperanças, independente do assunto... tenhamos fé, pq td q DEUS faz é bom, e isso serviu de lição, vi que existem ainda pessoas boas, que ajudam, agradeço aqui à minha amiga ADRI, q se empenhou em divulgar, as pets de Canoas, à minha família... foi de grande valia a colaboração de cada um.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

BOXER PERDIDA EM CANOAS!



Nossa Boxer está perdida desde o dia 24/07/2010... já colocamos anúncio, cartazes pelo bairro... nada! Resolvi usar mais este meio virtual para quem sabe, alguem possa ler e ajudar. Moramos no bairro Igara, em Canoas/RS, qualquer noticias mandem pelo blog, recompensaremos quem encontrá-la.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Inferno Astral



Inferno astral, existe? Olha, se existe não sei, mas nestes dias que antecedem meu aniversário, estou passando por várias provas, e quero deixar registrado que, independente de ter ou não inferno astral, tudo podemos se formos verdadeiros, se acreditarmos que a verdade supera tudo, misturado com sabedoria e humildade. Estou à espreita, restando-me o tempo (sempre meu aliado) e com muita fé em Deus! Darei notícias em breve sobre 'inferno astral' provando ou não que é apenas uma 'superstição'.
Beijos!!!
Publicada escutando: Aonde vai chegar- Ponto de equilíbro

segunda-feira, 24 de maio de 2010




Felicidade...

É o q devemos sentir todos os dias... fazer com q tudo nos faca bem, e nos dê experiência e acima de tudo sabedoria... compreender tudo isso nao é difícil... como uma frase (numa musica qqr, pois nao sou d guardar nomes) "quem tem amor no coracao, nao pensa em guerra" !!

Entao, q tal cultivarmos o amor?? Pois os frutos serao prazerosos.

Falar de coisas boas, rir, rir muitooooooo, mesmo naqueles dias em q ao olharmos no espelho, odiamos e nos achamos ridículos(as). Qual o problema? Nem tudo q reluz é ouro!!!

Boas risadas e muuuuuuuuuuuuito amor!!!